Economia

Paulo Afonso - Bahia - 05/09/2018

Evento debate linhas de crédito para piscicultura no rio São Francisco

ASCOM BAHIA PESCA Jornalista responsável: Jan Penalva (DRT/BA 3672
Foto: Divulgação

Os piscicultores dos lagos de Xingó, Moxotó e Itaparica têm encontro marcado nessa quarta-feira, 5, em Paulo Afonso. A Bahia Pesca (empresa vinculada à Secretaria de Agricultura), o Banco do Nordeste e o ICMBio (Instituto Chico Mendes) realizam na cidade um amplo debate sobre a piscicultura na região. O evento, aberto ao público, será realizado às 8h, no auditório da Codevasf (Rua da Aurora, 690 - Bairro General Dutra).

Condomínios de piscicultura

Durante o encontro o presidente da Bahia Pesca, Eduardo Rodrigues, falará sobre o programa de crédito desenvolvido pela empresa em parceria com o Banco do Nordeste. A linha de financiamento prevê a construção de sistemas de criação de peixes, em formato de “condomínios”.

Um condomínio terá 15 unidades de produção formadas por quatro tanques-rede. O produtor beneficiado com a linha de crédito será responsável por uma unidade de produção, com capacidade de produzir mais de seis toneladas de peixe por ano.

Os produtores serão assistidos por técnicos da Bahia Pesca e do Banco do Nordeste durante cada etapa do projeto, desde a elaboração da proposta de financiamento até a retirada dos peixes para venda e consumo. Além de financiar o projeto, o Banco do Nordeste será responsável também por avaliar o desempenho financeiro dos produtores e, quando julgar pertinente, sugerir correções; além de fiscalizar o uso correto dos recursos.

Já a Bahia Pesca é responsável por selecionar os piscicultores que participarão dos programas, enviar ao Banco do Nordeste a proposta de financiamento e o projeto com os respectivos documentos, comprovar a regularidade ambiental dos beneficiários, elaborar projetos de viabilidade técnica, econômica e financeira, e prestar assistência técnica aos produtores.

Piscicultores recebem licença ambiental

O evento contará também com a entrega de autorizações diretas para piscicultura no Monumento Natural do rio São Francisco (área que engloba os cânions do rio). O documento, emitido pelo ICMBio, tem poder de licença ambiental e foi obtido pelos piscicultores da região com o suporte da Bahia Pesca.


Últimas

1 até 20 de 1665   Próximo »   Último »
Busca



Enquete

Voce prefere o horário de Verão?



Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados