Política

Paulo Afonso - Bahia - 08/11/2018

Servidores jeremoabenses podem ficar sem o 13º salário

Luiz Brito DRT/BA 3.913
Foto: reprodução

Na terra da jurema em flor, a expectativa do funcionalismo em relação ao recebimento do 13º salário não é nada otimista. Os servidores ainda não viram sequer a primeira parcela que o então prefeito Antônio Chaves (PSD), deixou de pagar, sacrificando o prefeito eleito no mês seguinte, (eleição suplementar) Derí do Paloma (PP). 

Em situação fiscal delicada, o prefeito Derí do Paloma  desde que assumiu o governo enfrenta dificuldades mensalmente para levantar recursos para arcar com a folha de pagamento e seus funcionários devem penar para receber o salário extra. Os sucessivos gestores de Jeremoabo estão se especializando em dar calote no funcionalismo. Primeiro foi Pedrinho de João Ferreira, depois Antônio Chaves. Derí vai precisar se virar nos 30 para não engrossar a fileira dos prefeitos mal pagadores.  

Para o advogado José Luiz de Oliveira  Neto, é natural que os municípios tenham dificuldade para pagar o 13.º, pois a maioria deles compromete mais de 60% das receitas com salários. "A despesa com folha de pagamentos está fora da lei (superando o limite de 60% da arrecadação), e a receita dos municípios não tem 13.º", destaca.

 


Busca



Enquete

Qual é, na sua opinião, a sua expectativa de vida?






Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados