Política

Paulo Afonso (BA) - 26/09/2011

Câmara deveria chamar partidos para discutir número de vereadores

Luiz Brito
Arquivo/Divulgação

A Câmara de Paulo Afonso possui supremacia sobre a decisão, mas, por uma questão de democracia, seria eticamente correto o seu presidente Regivaldo Coriolano da Silva (PC do B) ouvir a opinião de cada partido por meio de suas lideranças.

A decisão de aumentar a quantidade de representantes políticos no Legislativo municipal já foi tomada. O impasse no momento é deliberar sobre o número. "Eu mesmo já havia me posicionado em favor da manutenção dos atuais onze, mas, como a maioria optou pelo acréscimo, eu me coloco em favor dos 15", acrescenta Regivaldo Coriolano.

O amparo ao menor número da proposta deu-se, segundo ele, em função de saber o tamanho da dificuldade em administrar o recurso financeiro da Casa. "Que fique claro que aumentando o número de vereadores não vai acrescentar no orçamento da câmara, que permanecerá sendo os mesmos 6% da arrecadação do município", esclarece.

O administrador do SAMU Ismaias Reis, disse que um grupo composto por 15 estaria de bom tamanho. "Já tivemos um número bem maior de parlamentares no município e acho que a questão financeira não seria entrave", comentou.

O radialista Fábio Salvador, também aprova o aumento e lembrou que a primeira questão a ser levada em conta é a qualidade do poder constituído e maior representação pública. "Sabendo administrar, um número maior de vereadores não vai custar nenhum real a mais para a sociedade", afirmou.

Apesar de se manifestar em favor do número 15, o comunicador se mostra preocupado com a possibilidade de que tal decisão possa trazer maiores prejuízos ao parlamento no futuro.


Últimas

1 até 20 de 5822   Próximo »   Último »
Busca



Enquete

Para qual partido Jair Bolsonaro deve ir ao deixar o PSL? Vote na enquete!


































Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados