Política

Paulo Afonso ´Bahia - 30/07/2021

É assim que o boi dança

Luiz brito DRT/BA 3.913
Foto: Reprodução

É um equívoco grande se imaginar de que uma candidatura majoritária como a de governador, será decidida pelo maior ou menor número de prefeitos que tiver no seu palanque. Os prefeitos terão em 2022, um papel de coadjuvantes, e não de protagonistas, pelo fato de que, ninguém é dono dos votos, e a transferência desses votos é a ciência mais complexa da política.

O eleitor que votou em Luiz de Deus, por exemplo,  em Paulo Afonso e Derí do Paloma, em Jeremoabo, não necessariamente vai votar em quem eles indicarem. O que vai ser fundamental para chegar ao Governo da Bahia será a empatia que o candidato a governador conseguirá com o eleitor no decorrer da campanha, que no popular é chamado de “cair na graça.” Isso pesa bem mais que a máquina pública a favor.

O mesmo vale no tocante ao total de partidos que estarão no arco de apoio. O resto é periférico.

Coloquem ainda neste num canto um componente que pode acabar mudando a guinada do eleitor, que é o surgimento de um fato negativo contra um dos candidatos. Se tem um protagonista numa eleição majoritária, é o eleitorado. É assim que o boi dança.


Últimas

1 até 20 de 7474   Próximo »   Último »
Busca



Enquete

Você está se sentindo seguro(a) para tomar a vacina contra covid-19 ?




Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados