Política

Paulo Afonso- Bahia - 04/04/2021

Os primeiros 100 dias

Luiz Brito é radialista
Foto: Divulgação

A primeira centena de dias de Luiz de Deus (PSD) à frente da Prefeitura de Paulo Afonso pode ser descrita como nenhuma obra de relevância, demissão de aposentados, e o governo capenga como uma praia que acabou de ser devastada por ondas gigantes.

Em menos de 100 dias de governo, já estouraram descontentamento dos músicos, do comércio, do funcionalismo público, das empresas e dos fornecedores (que estão tomando calote, alguns deles há um ano), a administração reclama que não tem dinheiro, e vereadores da bancada de oposição criticam a falta de diálogo.

A marca de 100 dias será alcançada no dia 10 de abril, e significam apenas 6,8% dos 1.461 dias de duração do mandato de Luiz de Deus.

A centena será registrada em meio a um ambiente bem delicado para a administração municipal: O governo alega que de Saúde e a educação são mais importantes do que o pagamento do salário do servidor. Os vencimentos, que deveriam ser quitados no fim de março, foram postergados para o quinto dia útil de abril, mas, por causa da alegada falta de recursos, por parte do município, foram atrasados para até o dia 9 de abril. Neste cenário, a administração afirma que está trabalhando para cortar gastos e que a expectativa é justamente para cobrir o déficit na receita do município.

Espera-se que o recente absurdo que aconteceu com o atraso e não pagamento dos servidores não torne a se repetir. É uma grande vergonha e prova da falta de planejamento e de gestão. É preciso valorizar e respeitar essas pessoas que trabalham para manter nossa cidade funcionando.

 


Últimas

1 até 20 de 7180   Próximo »   Último »
Busca



Enquete

Qual o principal sentimento que você tem em relação à pandemia da Covid-19?








Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados