Política

Paulo Afonso - Bahia - 22/02/2021

Luiz de Deus assume o HNAS, mas não se lembra

Luiz Brito DRT/BA 3.913
Foto: Divulgação

Ou foi traído pela memória de seus mais de 80 anos, ou simplesmente como de praxe, foi surpreendido por seus assessores e secretários, que governam a cidade à revelia do chefe do executivo.

Já se tornou publico a frase “Eu não sabia” ou “Eu não Assinei”. De fato - Depois da tal Assinatura Eletrônica, muitos estão mandando e desmandando no lugar do prefeito eleito.

Relembrando os fatos – Nesta segunda, 22, na sessão solene de abertura dos trabalhos da Câmara Municipal de Paulo Afonso, realizada virtualmente, e que contou com a participação do Prefeito Luiz de Deus, o vereador Marconi Daniel (PODEMOS), ressaltou que o município não tem a mínima condição de administrar o HNAS. “A Prefeitura não suporta o peso, isso porque as ações e os recursos públicos aplicados na saúde devem vir de todas as esferas de governo: pelos municípios, estados e governo federal”, destacou.

Reagindo à declaração do parlamentar, o prefeito Luiz de Deus pediu que Marconi Daniel mostrasse sua assinatura nesse documento de repasse do HNAS para a prefeitura, afirmando que em nenhum momento foi a favor disso. De posse de uma Ata timbrada do Ministério Público Federal, Marconi Daniel fez questão de destacar a alínea “D” que preconiza: “O município reafirma, conforme ajustamentos em reuniões já estabelecidas com os demais entes, o interesse em promover a gestão hospitalar, condicionada a prestação de auxílio financeiro e técnico”.

Visivelmente constrangido, pediu ao Presidente Pedro Macário que tivesse acesso aos documentos. O site Bob Charles viu estes papéis e está lá, “preto no branco”, o compromisso firmado pelo Município assinado pelo Procurador do Município Igor Montalvão e pelo então secretário Ghiarone Garibaldi, deixando claro o interesse na gestão do hospital e apoio financeiro e técnico. 

Ademais, com a chegada da pandemia da COVID 19, a Prefeitura Declara Situação de Emergência, ou seja, pode contratar por livre dispensa, e verbas para o combate ao Corona Vírus chegam aos milhões, isso em ano de eleição, logo a empolgação toma conta de vários secretários (entre eles o que viria posteriormente assumir a Secretaria de Saúde: Luiz Humberto) que aproveitando a finalização das obras da UPA, emendaram os serviços com a interligação e reforma do HNAS, derrubando paredes e montando novo projeto.  Tudo bonito se não fosse o próximo capítulo: Quem vai assumir o funcionamento? Como diria Shakespeare, Eis a questão.

O abacaxi está posto à mesa. O Prefeito disse que não fez acordo e não tem como investir, pois a PMPA está endividada, e agora? Vai sobrar para a população que já sofre as agruras de uma gestão de saúde incompetente e falida (Mesmo tendo recebido 1,5 bilhões). 



Últimas

1 até 20 de 7080   Próximo »   Último »
Busca



Enquete

Qual o principal sentimento que você tem em relação à pandemia da Covid-19?








Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados