Política

Paulo Afonso - Bahia - 29/05/2020

Servidora da Câmara de Paulo Afonso e a irmã testam negativo para a Covid-19 em exames do Lacen

PA4
Foto: Leitor PA4

A servidora da Câmara Municipal de Paulo Afonso que aguardava ansiosamente o resultado do exame de Covid-19 do LACEN comemorou a resposta NÃO DETECTÁVEL do RT-PCR, considerado o padrão-ouro no diagnóstico do novo coronavírus, cuja confirmação é obtida através da detecção do RNA do SARS-CoV-2 na amostra analisada.

A irmã dela também testou negativo. O site pa4 teve acesso às cópias dos resultados, assim como, um áudio gravado pela servidora: “Graças a Deus, Deus é maravilhoso, chegou hoje, nesse instante o resultado. O meu e o de minha irmã deu negativo, graças a Deus.”

No último dia 20 de abril, a funcionária estava trabalhando na sessão extraordinária da Câmara quando ficou sabendo que sua irmã tinha testado positivo para a doença.

No momento em que o vereador Marconi Daniel (Podemos) fazia uso da palavra para defender um projeto, Marcondes Francisco dos Santos (PSD) interrompeu a sua fala para informar que o resultado do exame de coronavírus de uma irmã da referida servidora havia chegado e tinha sido positivo.

 De imediato, o presidente da Câmara, Pedro Macário Neto, suspendeu a sessão e logo em seguida fez contato com o Secretário Municipal de Saúde, Guiarone Garibaldi expondo a situação.

Informou o vereador Macário que, como a servidora, irmã da suposta infectada, trabalhou regularmente na Câmara nos últimos dias, entendeu ser prudente que todos os funcionários em atividade naquele dia e que tiveram contato com a colega fizessem imediatamente o teste rápido, como medida de precaução.

 Igualmente, e pelas mesmas razões, foi também sugerida a imediata realização do teste do Covid-19 com todos os vereadores da Casa. Uma equipe da vigilância sanitária também esteve no prédio da Câmara e fez a higienização de todos os ambientes.

Naquele mesmo dia foi realizado o teste com os funcionários e vereadores. O presidente afirmou que, por uma decisão pessoal, o vereador Marconi Daniel decidiu fazer o exame em um laboratório particular, tendo, para isso, deixado o ambiente da Câmara, antes da chegada da equipe da vigilância sanitária e retornando em seguida.

Pedro Macário informou ainda que a Vigilância Sanitária interditou todas as instalações da Câmara e que, de acordo com o protocolo, as instalações permaneceriam fechadas, sem nenhum acesso de pessoas, por 10 dias, exceto os membros da equipe de vigilância sanitária que, nesse período, fariam mais três higienizações antes da sua liberação para uso público.

 


Busca



Enquete

Dos pré candidatos abaixo relacionados quem vc acha que tem chance de se eleger?











Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados