Opinião

Paulo Afonso - Bahia - 20/04/2020

Prorrogação de decreto em PA: “é um soco no fígado do empresário”

Luiz Brito é radialista
Foto: reprodução

Passa a valer a partir desta terça-feira, dia 21, o novo decreto municipal de nr 5.776/2020, com medidas de combate ao coronavírus. Entre as determinações está a obrigatoriedade de uso de máscaras para clientes entrarem nos estabelecimentos, e mantem medidas de suspensão temporária da abertura do comércio lojista, pelo ao menos até quarta-feira, dia 22, quando deverá ser expedido um novo decreto, dessa vez revogando os anteriores dando cartão verde para a reabertura do comércio, já que o prefeito Luiz de Deus (PSD), alegou que não tinha conhecimento da situação do comércio.

As regras só serão conhecidas após o anuncio do novo Decreto, de acordo com o Site do Dimas Roque. Menos mal, porque até então os empresários haviam se reunido duas ou tres vezes, mas não tiveram coragem suficiente de publicar o teor das conversações e as propostas sugeridas na imprensa local, embora a maioria se mostrasse veementemente contrária a deternimação do executivo, a linha dura estabelecida com a manutenção do fechamento do comércio, com uns chegando até mesmo a questionar porque fecha-se o comércio e abre-se bancos e supermecados? 

Um empresário que pediu a proteção do anonimato, fez um alerta para o estado de ‘economia em crise’. Para ele, “prorrogar o fechamento do comércio, com maiores restrições, é um soco no fígado dos empresários”, afirmando que as últimas decisões do governo em relação à pandemia da Covid-19, interferindo no funcionamento do comércio, só enxergam o lado da saúde pública. Não observaram, por exemplo, que algumas lojas foram fechadas gerando inevitáveis demissões. Por fim, esse empresário alertou que muitos outros do ramo que têm suas empresas como fonte de seu sustento não teriam forças para suportar mais uma semana com as portas fechadas. A prefeitura têm que regular as doses das medidas, caso contrário matará paciente de uma forma ou de outra.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                    


Busca



Enquete

Você apoia a abertura total do comércio? Vote aqui



Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados