Política

Paulo Afonso - Bahia - 28/03/2020

Procurador Igor Montalvão reage e diz que MP não decide, apenas opina

Luiz Brito DRT/BA 3.913
Foto:Divulgação
Igor Montalvão (PGM) e Ghiarone Garibaldi (Sec Saúde).
Igor Montalvão (PGM) e Ghiarone Garibaldi (Sec Saúde).

O Ministério Público do Estado da Bahia, por intermédio da 6ª Promotoria de Justiça de Paulo Afonso, emitiu  recomendação dirigida à Prefeitura Municipal de Paulo Afonso, no sentido de suspender os efeitos do decreto municipal que implantou barreiras em várias localidades do município. O MP também recomendou a reabertura do comércio e de templos religiosos. De imediato, a procurador do município, Dr. Igor Montalvão reagiu a decisão da promotora Milane de Vasconcelos Caldeira Tavares, afirmando que "nada disso vai acontecer". Vamos manter a decisão: "o Ministério Público não tem poder nenhum de determinar que a gente faça nada, é apenas uma recomendação.” Seguindo a mesma linha de raciocínio o secretário municipal de Saúde, Ghiarone Garibaldi: “reforça que a condição para o comércio ser reaberto é a curva do coronavírus diminuir e não ter nenhum caso em Paulo Afonso até o dia 05, prazo de validade do decreto.”


Últimas

1 até 20 de 6314   Próximo »   Último »
Busca



Enquete

Voce conhece alguém que tenha testado positivo para o Covid-19>



Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados