Geral

Paulo Afonso - Bahia - 23/12/2019

Gorette Moreira lança livro de poesias em noite de muita emoção

Antônio Galdino (Folha Sertaneja)
Antônio Galdinho (Folha Sertaneja)

No dia 20 de Dezembro a poetisa Gorette Moreira lançou o seu livro Fragmentos de um ponto de partida num clima de muita emoção e muito glamour, no CPAZINHO, onde reuniu grande número de amigos, colegas da Academia de Letras e familiares para realizar um sonho acalentado durante mais de 30 anos. Entre os presentes os vereadores Pedro Macário, Mário Galinho e Moreirão e familiares, Dudé e família... e, acrescenta Gorette, "amigos da Ascopa, da Unisa, da Câmara, de muitos lugares, e tantos outros, todos muito queridos, muito amados que me deixaram muito feliz e emocionada..."

Na verdade, ainda em 1988, Gorette Moreira, lançou uma primeira versão livro, feito ainda artesanalmente, com os textos datilografados, dentro do movimento cultural de Paulo Afonso chamado Semana do Modernismo do qual participou ativamente ao lado do seu criador, Professor Luiz José, de Nadja Monteiro, Socorro Araújo, Ednaldo Júnior, Sávio Mascarenhas e outros pioneiros.

O novo livro agora lançado traz poemas daquela versão de 1988 e muitos outros novos, construídos ao longo dos últimos 30 anos e que mostram o pensamento elevado da autora sobre situações do cotidiano, da vida e dos sonhos quem movem a vida de todos os poetas.

O novo livro está dividido em três partes, como ressaltou o editor Rubinho Lima, da Editora Oxente, que levam o leitor a viagens fantásticas e descobertas inimagináveis. A primeira parte Fragmentos de um ponto de partida é apenas o começo da caminhada. Logo depois o leitor é provocado para não se perder na estrada e acurar o olhar para o que está à sua volta... E na terceira parte se chega aos Fragmentos de uma atualidade...

Um livro para o leitor ficar embevecido com as descobertas dos pequenos detalhes, ou de fragmentos que talvez deles não se tenha dado conta e, na maioria das vezes, as grandes e importantes coisas estão apenas nos pequenos detalhes, ou fragmentos...

 

A acadêmica da ALPA, Jovelina Ramalho, também poetisa, chamou a atenção para a mensagem forte da capa do livro... uma mulher andando em uma praia, deixando marcas na areia e caminhando na direção do futuro. E ressaltou a importância do ponto de partida de cada ser humano, as marcas que deixa na caminhada que, “se forem pegadas na areia, o vento, a água vai apagar... e o futuro é a Casa do Pai Celestial”, o que nos levou a refletir sobre a importância de que fazemos hoje para alcançar os objetivos do futuro...

A organização do evento foi impecável na opinião de todos os presentes, todos, realmente encantados com o ambiente, a forma carinhosa como foram recebidos, o serviço oferecido pelo Restaurante ISLA, igualmente de excelente qualidade, elogiado por todos que também aplaudiram o bom gosto musical...

 

Igualmente motivo de muitos elogios foi o formato dado a esse encontro cultural onde, em rodas de conversas com amigos queridos, se reviveu o tempo glorioso da Semana do Modernismo, ali representado pela própria Gorette, por Socorro Araújo e por Nadja Monteiro que dele participaram ativamente.

m outra roda de conversa, Gorette reuniu seus colegas da Academia de Letras. Ali estavam além da anfitriã, Gorette Moreira, que é vice-presidente da ALPA, Antônio Galdino, Maciel Teixeira, Socorro Araújo, Jovelina Ramalho, da diretoria e ainda Francisco Nery, Luiz Ruben, Rubinho Lima, Gecildo Queiroz, Sebastião Leandro, Marcos Antônio Lima, Fernando Mota.

Por fim, uma roda de conversa movida a mais emoção ainda quando Gorette reuniu os familiares que destacaram suas qualidades intelectuais e sobretudo de mãe, irmã, cunhada, avó e, muitos detalhes, fragmentos de sua caminhada foram expostos e muito aplaudidos por todos.

Esta é uma data para ficar marcada: 20 de Dezembro de 2020.

Recém-chegada de um viagem a Israel que, segundo a poetisa “trouxe ensinamentos muito fortes e certamente mudanças na minha forma de ver a vida, a maior valorização do outro e da família, o desapego às coisas materiais a que tanto nos apegamos durante a caminhada e, esse dia, tão especial, será mesmo uma grande referência, mais uma experiência muito marcante neste final do ano de 2019. A palavra que brota do meu coração nesta noite de encanto e magia, de luz e de poesia, é apenas uma: GRATIDÃO! A Deus e a cada um que acalentou o meu coração nesta noite”.

Só mais algumas palavras a respeito do livro Fragmentos de um ponto de partida e sua autora. E estas palavras são os versos finais do poema O que escrevo, de Gorette Moreira:

“O que escrevo são nossos encantos e desencantos

Procurando o nosso sorriso para assim

Nos escrevermos...”



Últimas

1 até 20 de 2170   Próximo »   Último »
Busca



Enquete

Dos pré candidatos abaixo relacionados quem vc acha que tem chance de se eleger?











Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados