Política

Paulo Afonso - Bahia - 07/10/2019

Eleição para escolha de Conselheiros Tutelares teve apenas um local de votação

Luiz Brito
Foto: Rádio Angiquinho

Nove horas de votação e outras duas horas de apuração. Esse é o balanço da eleição dos representantes do Conselho Tutelar de Paulo Afonso,  depois de seis meses de campanha e preparação dos candidatos.

As eleições para a escolha dos representantes dos conselhos tutelares aconteceram, no domingo (6), em todo o país onde foram eleitas cerca de  30 mil pessoas para atuar em 5.956 locais espalhados pelo território nacional.

No entanto, em Paulo Afonso, a população reclamou da falta de organização no único ponto de votação da cidade: o Colégio Carlina Barbosa de Deus. Moradores do BTN  ficaram impossbilitados de exercer o direito  de cidadania devido a falta de um local de votação no bairro. Na sessão ordinária desta segunda- feira,7, os vereadores Jean e Pedro Macário Neto aproveitaram o momento para se manifestar contrários a decisão de apenas um local de votação. 

À TV Câmara Jean Roubert que inclusive é advogado,  disse que o povo do BTN foi tolhido do direito de votar e propôs a criação de um segundo Conselho Tutelar no Bairro Tancredo Neves:

“Eu quero incorporar ao seu discurso que a decisão de não colocar urna no BTN foi do Conselho que dirigiu o certame, o Ministério Público apenas fiscalizava. Eu vou apresentar uma indicação ao município, porque já existem em outras cidades, e a maior demanda é no BTN, o complexo todo. A lei do ECA, no artigo 131 permite a criação de outro Conselho lá no BTN, então é plenamente cabível para as próximas eleições, porque o povo do BTN foi tolhido ao seu direito de voto”.

 


Últimas

1 até 20 de 5822   Próximo »   Último »
Busca



Enquete

Para qual partido Jair Bolsonaro deve ir ao deixar o PSL? Vote na enquete!


































Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados