Opinião

Paulo Afonso - Bahia - 01/09/2019

Mais política e menos politicagem

Luiz Brito
(Foto: divulgação)

Detesto politicagem, mas sempre gostei de política. Não por acaso, sou radialista há 30 anos. Politica é arte e ao mesmo tempo ciência. Os grandes usam a política como ciência de organização, direção e administração de cidade, estado e nação. Por tanto, quem é politico tem mais é que praticar politica todo dia, toda hora.

Mas como tudo tem seus limites, quando os líderes extrapolam o campo da política, deixam de fazer algo nobre para praticar politicagem. E politicagem nada mais é do que política de interesses pessoais, de troca de favores, ou de realizações insignificantes e de compadrio. Politicagem foi, é e sempre será algo profundamente nocivo aos interesses populares.

Portanto, o que temos visto nos últimos dias é muita politicagem. Paulo Afonso enfrentando dificuldades de toda ordem e o que temos visto é gente se reunindo pensando nas próximas eleições. Tal ato é feio para quem está fora do poder, que expressa desespero para voltar ou chegar a qualquer custo ao poder. Aos que estão no comando é ainda mais deselegante, pois revela falta de ética e respeito para com a sociedade.

Nesse sentido, o prefeito Luiz de Deus, têm o dever e a obrigação de conter seus aliados e não permitir que a politicagem tire da pauta assunto muito mais relevantes ao nosso povo e nossa gente, como por exemplo, cuidar da saúde da população, além e oferecer mais segurança e emprego aos milhares de pauloafonsinos desempregados.

 


Busca



Enquete

Povo decidirá sobre municípios com menos de 5 mil pessoas, diz Bolsonaro. VC é a favor ou contra ?




Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados