Economia

Paulo Afonso - Bahia - 17/12/2018

Em Paulo Afonso, investidores cobram infraestrutura no Condomínio Green Park

Luiz Brito DRT/BA 3.913
Ilustração

Populares que compraram lotes de um terreno alto padrão para construir suas casas estão vivendo com um problema. Nas ruas não há infraestrutura nem saneamento e o caso vai caminhando para o Ministério Público. Ruas inacabadas, sem pavimentação e esgoto a céu aberto. Este é o cenário do Condomínio  Green Park, que fica na BA 210, centro urbano da cidade. Nesses casos o empreendimento deve necessariamente ter a licença da prefeitura e do Conselho do Meio Ambiente.  

As famílias que compraram os lotes  tinham a promessa que receberiam toda a infraestrutura na área, mas o acordo não foi cumprido.

Sem a licença os corretores e os empreendedores não podem  realizar venda, promessa de venda, reserva de lote ou qualquer outro instrumento que manifeste a intenção de vender lotes, sob pena de responderem por crime contra a administração  publica, previsto em Lei cabendo inclusive, prisão em flagrante delito.

Mesmo assim, consta que algumas pessoas já terminaram o pagamento das 36 parcelas, cada uma delas a R$ 1.500, totalizando per capita R$ 54.000,00, porém, sequer o básico teria sido implantado como meio fios, energia elétrica, calçamento, saneamento. Apenas foi feita a terraplanagem e o muro não foi totalmente concluído.  

Segundo um comprador, dos 326 lotes colocados à venda, cerca de 70% já foram vendidos. A empresa responsável pela obra não foi localizada para esclarecer os fatos.

 

 

 


Últimas

1 até 20 de 1698   Próximo »   Último »
Busca



Enquete

Como você avalia a gestão do Prefeito Derí do Paloma (PP) em Jeremoabo?





Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados