Política

Paulo Afonso - Bahia - 12/09/2018

“Se o DEM fosse um partido sério, expulsava Aleluia”, critica Marcos Mendes

Redacao@varelanoticias.com.br
Deputado votou a favor da rejeição da denúncia por corrupção contra Temer
Deputado votou a favor da rejeição da denúncia por corrupção contra Temer

Em entrevista ao Varela Notícias, o candidato ao governo do Estado da Bahia, Marcos Mendes (PSOL) comentou sobre o caso do prefeito de Macapá, Clécio Luis, que foi acusado de receber R$ 450 mil em propina, no ano de 2012, quando era candidato pelo PSOL.

“Essa denúncia de Clécio, apesar dele dizer que é inocente, ele foi convidado a se retirar do partido. Justamente por isso que o PSOL é diferente. Teve também o caso do Cabo Daciolo, que começou a fazer apologia a Bolsonaro e foi expulso. O partido não tem que ser responsável pelas atitudes individuais de cada um, mas tem que tomar uma atitude e expulsar”, avaliou Marcos Mendes.

“Por exemplo, Aleluia é um deputado federal e votou contra o povo. Se o DEM fosse o um partido sério, expulsava ele”, comparou. “Imbassahy também”, disse o candidato, se referindo ao fato que os deputados José Carlos Aleluia (DEM-BA) e Antonio Imbassahy (PSDB) votaram a favor da rejeição da denúncia por corrupção contra o presidente Michel Temer, em agosto do ano passado.


Últimas

1 até 20 de 5156   Próximo »   Último »
Busca



Enquete

Qual é, na sua opinião, a sua expectativa de vida?






Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados