Economia

Paulo Afonso - Bahia - 28/08/2018

Chiquinho da Rio malhas; precisamos avançar

Luiz Brito DRT/BA 3.913
Foto: Divulgação
Francisco Rodrigues Neto
Francisco Rodrigues Neto

Conseguir um emprego no comércio de Paulo Afonso, não é fácil, e manter a sonhada vaga também é um desafio. Custos trabalhistas interessam muito aos empregadores. Em situações financeiras ou econômicas mais difíceis como as que vivenciamos nos dias atuais, um tema que interessa é contrato de trabalho a tempo parcial, o “part-time”.

No Brasil, a legislação específica é bem reconhecida em sua legitimidade pela Justiça do Trabalho, mas o contrato “part-time” ainda é pouco utilizado.

Em entrevista para o site, o lojista Francisco Rodrigues Neto, da Rio Malhas fala sobre sua visão a respeito da contratação de funcionários por meio período. Segundo ele, uma das principais vantagens do trabalho de meio período está na flexibilidade de horários, que permite aos profissionais usufruírem maior tempo livre para se dedicar a outros compromissos.

A diminuição da carga horária de trabalho objetivando a redução salarial a pedido do empregador vem se tornando comum atualmente, devido ao período de instabilidade econômica pelo qual atravessa o Brasil.

Um tipo de contrato “part-time” já é conhecido como o emprego de “meio período”, geralmente com jornada de quatro horas diárias e 22 horas semanais. Ele já é usado para contratação de recepcionistas em consultórios médicos e secretárias, por exemplo. E por que não no comércio? Questiona Francisco.

Hoje, a CLT não permite que o trabalhador de meio período faça horas extras. “Com a reforma trabalhista, isso se tornará possível” explica o empresário.

Chiquinho se diz impressionado com o numero de curriculum vitae que recebe diariamente em seu escritório. É gente de segundo grau e até de faculdade em busca do primeiro emprego.  Na ausência de um turismo pujante que abriria as portas para novas  oportunidades, a federação do comércio local, as faculdades, a Ascopa, o Sebrae e o próprio comércio, poderiam entrar em cena, dando essa mãozinha. Não podemos esperar que o milagre da multiplicação seja reeditado.

Com a Chesf estagnada, ainda é a prefeitura a maior geradora de emprego no município. Em seguida aparece o comércio. Pensem nisso. Senão, vamos ver nossos filhos, se formando e indo quando muito trabalhar como empacotadores nos supermercados da cidade, sentencia Francisco Rodrigues Neto.  Aliás, a função de empacotador é cada dia mais rara. O caixa supre essa lacuna, conclui Chico da Rio malhas..

 


Últimas

1 até 20 de 1665   Próximo »   Último »
Busca



Enquete

Voce prefere o horário de Verão?



Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados