Política

Paulo Afonso - Bahia - 16/08/2018

Coluna do Bob

Por: Luiz Brito DRT/BA 3.913
Foto: Reprodução

Disputa acirrada

Não tenho dúvidas que as duas candidaturas mais fortes a Estadual em Paulo Afonso são as de Anilton e Val. Eles vão protagonizar uma disputa intensa para saírem da região com uma cesta de votos representativa a ser completada em outras regiões.

Agora é pra valer

A campanha oficial começou e será um salve-se quem puder. Tenho sentido que a tendência dos candidatos a deputados federais e estaduais é garantir, 

na maioria dos casos, os votos para eles mesmos. Ninguém vai ficar brigando por causa de candidaturas majoritárias. Na hora H é cada um pra si e Deus pra todos.

A ilusão do voto evangélico

E por falar em Deus, não há como todos os evangélicos votarem num mesmo candidato, seja majoritário ou proporcional, mesmo com a influência de pastores. Existem dezenas de denominações evangélicas em Paulo Afonso e cada uma delas têm os seus candidatos preferidos. Sem contar com o fato que o eleitor não é besta. 

Não adianta o pastor indicar alguém pra se votar, o interesse pessoal e a preferencia é de cada um e, como o voto é secreto, ninguém sabe em quem se votou.  Então o melhor mesmo seria que se acabasse definitivamente com essa mistura de religião com a política. Ou se almeja o Reino dos Céus ou o Reinado de Mamon, o rei bíblico do dinheiro. O TRE e o MPE devem ficar atentos com igrejas que se transformam em palanques de comícios. Isso é crime.

Não gostou nem um pouco 

A coluna tem informação de que o prefeito Luiz de Deus tem manifestado aos assessores mais próximos o seu descontentamento com alguns que nitidamente vão apoiar Anilton. O clima dentro do Prefeitura, por conta disso, não é dos melhores.

Com a faca no pescoço 

Que Anilton (PODEMOS), que Paulo Rangel (PT), o nome que o prefeito Luiz de Deus  está trabalhando de verdade para a Assembléia Legislativa é o do filho do Deputado federal Aleluia, Alexandre. O prefeito  tem chamado os assessores, cargos de confiança e pedido que ajudem os “meus candidatos”. É faca no pescoço. São fatos dos bastidores.

Candidato perigoso 

Com todo fogo amigo que a candidatura do Anilton está sofrendo continua no jogo. Há que se atentar para o detalhe de ter memória eleitoral e estar disputando uma eleição sem a estrutura que  teve nas anteriores. 

Show de calouros

A campanha eleitoral no rádio e na tevê só começa no dia 31 de agosto, com as inserções dos candidatos ao Senado, Governo e deputados estaduais, mas o show dos horrores com o tradicional “meu númuro é”, já começa na próxima semana nas produtoras que vão preparar os programas para rádio e tevê.

Muito vigiada 

Esta eleição anda muito vigiada, por tudo o que está acontecendo no Brasil, a coisa não correrá tão solta para os candidatos a cargos eletivos. Cautela, candidatos, muita cautela!

Não é mais o ídolo 

O ex-prefeito Anilton (PODEMOS) tem que colocar na cabeça que continua sendo respeitado por tudo o que fez, mas não é mais o Anilton  ídolo de quando disputou a prefeitura de Paulo Afonso. Os tempos mudaram. A forma de fazer política mudou. Infelizmente, o voto deixou de ser ideológico.

Natural de cada eleição 

Dá para se ter uma noção quais são os nomes mais fortes ou para a eleição ou para a reeleição do mandato de deputado estadual. Mas podem esperar surpresas de nomes que não são nem comentados e podem se eleger deputados; seja numa sobra de legenda, ou mesmo por um partido inexpressivo. 

O grande número de chapas com alianças de partidos nanicos, deixa o quadro difícil de dizer com exatidão, quantos candidatos cada partido elegerá.. Segue o jogo.

 

 


Busca



Enquete

Como está o estado de conservação das ruas e estradas de Paulo Afonso na sua opinião?






Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados