Opinião

Paulo Afonso - Bahia - 07/07/2018

Fim da Copa para o Brasil agora as eleições vão esquentar em PA

Nelson Liano Jr
Foto: Reprodução

A lição que fica de exemplo para a política da derrota da  Seleção Brasileira na Copa da Rússia é a arrogância e a precipitação do já ganhou. Neymar se preocupou muito mais com os seus penteados do que em jogar bola, tanto que levou dois cabeleireiros para acompanha-lo. O técnico Tite faturou milhões em publicidade, mas não arrumou o time como deveria. Ninguém vence uma competição por antecedência. Pode ter toda a mídia favorável do mundo, mas isso não é o suficiente. 

A mesma coisa vale para a complexa disputa à Assembléia Legislativa da Bahia (ALBA). Quem quiser comemorar no próximo dia 7 de outubro que trabalhe muito agora. Com o final da Copa para os brasileiros as atenções se voltarão para as eleições. Ainda mais depois desses quatro anos de caos que vivemos na nossa economia e política. Neste mês teremos as convenções partidárias e, em agosto, a campanha oficial começa. Mas não é prudente esperar para conquistar os votos nesses 45 dias. Tem que andar e se articular com os eleitores ainda no atual período de pré-campanha porque se deixar para em cima da hora não vai dar nem pra sair na foto. O jogo politico eleitoral começou, façam as suas apostas.

 

 

 


Busca



Enquete

Você pretende viajar nas festas de final de ano?






Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados