Política

Paulo Afonso - Bahia - 12/10/2017

Mário Negromonte Júnior vai em busca do cachimbo da paz

Por Luiz Brito DRT\BA 3.913
DIVULGAÇÃO

Esperto que só pinto no lixo depois de ter sido trucidado por alguns caciques, mas também tem a quem puxar, o deputado federal Mário Negromonte Junior (PP) não perdeu tempo e para amenizar as flechadas  ele dirigidas durante o bloqueio da ponte de acesso a Paulo Afonso, na semana passada, o parlamentar procurou imediatamente o presidente da FUNAI, general do Exército Franklimberg Ribeiro de Freitas, na tentativa tentar  apagar o incêndio de largas proporções criado por ele quando entendeu de indicar um dos seus apadrinhados, o ex-vereador Edson Oliveira Maciel, Dinho, como disse o cacique Yssó da tribo Truka (PE), ao repórter  AC Zuca,  em entrevista na coordenadoria da FUNAI, em Paulo Afonso. 

Depois de ter apelado por todos santos para apagar a péssima imagem que gerou no seio das tribos indígenas, Negromonte, postou em sua página no facebook; “O trabalho em conjunto entre a FUNAI NACIONAL e a FUNAI de PAULO AFONSO é a certeza que os índios da Bahia e Pernambuco serão bem assistidos. ”

Na quarta-feira (11), os cerca de 200 índios que ocupavam a sede da Fundação Nacional do Índio (Funai) na cidade de Paulo Afonso deixaram o prédio, após uma reunião com a coordenadoria do órgão.  A informação foi passada pelo novo coordenador regional, Ivo Augusto Oliveira, que assumiu o cargo interinamente após a saída do antigo coordenador, Edson Oliveira Maciel. Os indígenas, que pertencem a 12 etnias diferentes da Bahia e do Pernambuco, ocupavam o prédio desde o dia 2 de outubro.


Últimas

1 até 20 de 4210   Próximo »   Último »
Busca



Enquete

Qual sua opinião sobre a Câmara de Vereadores de Jeremaobo:




Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados